Neste contexto, a Rússia pode começar a atacar os infratores, se no futuro próximo, as autoridades não receberão dos EUA resposta às sugestões de supervisão em vigor a partir de 27 de fevereiro de перемирием. De acordo com o Кураленко, com o fim de fevereiro na Síria fixo de cerca de 250 casos de violações do cessar-fogo, passa FEIRA.

Também aprendi, que a Rússia propôs dos EUA para uma reunião urgente sobre o assunto violações de cessar-fogo na Síria, mas do lado americano respondeu que não, informa Reuters.

"Temos visto reportagens sobre o suposto ter lugar a preocupação da Rússia a respeito de violações de cessar-fogo. Quem fez estas declarações, ele foi дезинформирован, como estas questões já detalhadamente discutido e continuarão a ser discutidas de maneira construtiva", disse o representante dos EUA, localizado em Genebra.

Chefe de gestão operacional do Estado-maior da RÚSSIA, Serguei Рудской ressaltou que a partir de 22 de março de RF pronto unilateralmente o emprego de força militar contra grupos armados, sistematicamente violam trégua.

Рудской informou que o lado russo ainda em 5 de março enviou EUA compromisso projecto de acordo de supervisão de modo a cessação de hostilidades na Síria, e também propôs, no menor prazo possível realizar a consulta de peritos, para alinhar o texto do documento.

No entanto, de acordo com o Рудского, ocorreu em 18 de março, em Amã norte-americana de consultoria apontam para falta de vontade dos EUA sujeito discutir propostas de Moscou.

"Prazo de entrega com a entrada em vigor de uma política consistente de resposta a violações de modo a cessação de hostilidades na Síria é inaceitável. Como resultado de várias ações e bombardeios lá todos os dias morrem civis", disse o general.

O representante russo de estado sublinhou que "o poder militar será aplicada somente após a obtenção de evidência confiável de uma sistemática violação de grupos armados da dívida", no âmbito Conjunta russo-americano a declaração sobre a cessação de hostilidades na Síria em 22 de fevereiro de 2016.

"Em relação a formações, os que guardam o modo de trégua, e também a população civil e os civis a força aplicada não é", acrescentou Рудской.

De 27 de fevereiro na Síria atua modo de cessar-fogo, negociado com a participação de militares da Rússia e dos EUA. Ele não se aplica a agrupar "estado Islâmico" e "Джебхат an-Nusra, bem como outros de formação, reconhecido o terrorismo do Conselho de Segurança das nações UNIDAS. No momento de aceitação das condições do cessar-fogo relataram 43 grupo, um acordo de reconciliação alcançados com os chefes de 51 assentamentos.

14 março, o presidente Vladimir Putin anunciou a saída do principal agrupamento de tropas russas na Síria, explicando que o set na frente do Ministério de tarefas, em geral, cumpridos.