Nikita Камаев morreu no ano passado, com a idade de 52 anos de um súbito ataque cardíaco depois de uma viagem de esqui.

"Ele é meu amigo da escola, e nunca reclamou de coração, ou algum problema de saúde", diz Rios no filme. — Ele era uma jovem mulher. Eles sonhou em ter filhos, eu falei com ele ontem. É perigoso escrever um livro em portugal".

No filme Rios também informou que, às vésperas dos jogos Olímpicos de 2012, visitou o laboratório, em Londres, a convite dos organizadores, onde se familiarizou com a forma como está a ser travada a luta contra a dopagem, relata Sports.ru.

Essas informações, a edição britânica The Guardian, que divulgou detalhes da investigação допинговых de fraudes em russo esporte (o filme "Ícaro", será mostrada a 4 de agosto), ajudou a Родченкову esconder os fatos da aplicação de substâncias proibidas russos atletas nas olimpíadas de Londres e o alasca. O cientista reconheceu que sem esse conhecimento, o russo допинговая o sistema entrou em colapso teria muito antes de ele deixou o país há dois anos.

"Apenas imagine quão importante era a informação do laboratório de londres para a Rússia", afirma Rios. — Sem isso, toda a russa допинговая o sistema entrou em colapso seria".

Gregório Rios de 1985 a 1994, trabalhou em Moscou антидопинговом centro, e em 1998 entrou em антидопинговый centro canadense de Calgary. Depois de voltar para a Rússia Rios ocupou cargos em diversas empresas petroquímicas e só em 2005, tornou-se a atuação do diretor ФГУП "Антидопинговый centro". No ano seguinte, ele liderou a este centro.

Em maio de 2016, em entrevista para um documentário sobre допинге cineasta americano Brian Фогела Роченков disse que, pessoalmente, mistura de substâncias proibidas, e ajudou a implementar uma mudança de doping, a amostragem russos atletas que participaram do granadas em 2014. Foi ele quem primeiro disse sobre o envolvimento dos serviços secretos, na substituição de doping, a tentativa, que mais tarde entrou no relatório da comissão independente da WADA, sob a orientação de Richard Макларена.

Em dezembro do ano passado, em uma conferência de imprensa grande, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, expressou a opinião de информаторах, em particular, sobre gregório, o Родченкове, em depoimento, os quais foram baseados допинговые acusações contra os russos atletas.

Putin disse que nenhum apoio do estado de doping na Rússia, e o problema com doping, há em alguns países. Segundo ele, a investigação da WADA baseou-se em leituras de "informantes que tinham fugido para o estrangeiro".

"Se falar sobre o chamado информаторах, que tinham fugido para o estrangeiro, e passam lá todos os consecutivas ou algo chegando, pode ser. Eu já não me lembro o sobrenome do cidadão, que é feito fora. Ele levou o sertanejo антидопинговое agência. Ele, porém, antes disso, onde trabalhou? No Canadá. E então o que fez? Venha para a Rússia e, sendo nomeado para um alto cargo, таскал aqui toda a lama", disse Putin.

"Eu mal a si mesmo posso imaginar que, movendo-se através da fronteira com o Canadá e os estados unidos com estas drogas, ele nunca ninguém foi visto. Ele está constantemente aqui esse lixo таскал. Trazia no seu negócio pessoal, forçou as pessoas a tomar e aplicar.

E os que não quiseram, como nadadores, ele contra eles vêm com algum tipo de sanção. Então, quando ele cauda прижали, não foram capazes de plantar simplesmente, ele é feito fora. E começou lá, defendendo-se e garantindo o seu lugar sob o sol. Tendo em mente que ele lá vão criar as condições para uma vida normal. Bem, em algum momento, vai criar. Então, como qualquer vilões, jogavam e tudo. Ninguém de devolução. O que, porém, ele aqui não lutou?", — disse Putin questão.

"Isso me leva a pensar que suas ali alguém conduziu. Esperou o momento certo e fez atirar. Mas isso não significa que não temos isto. Há e temos de lidar com isso", disse o presidente da federação RUSSA.

"A Rússia nunca foi criado nenhum sistema público de doping e de suporte para o doping. É simplesmente impossível, e nós vamos fazer de tudo para que isso nunca foi. Temos, como em qualquer outro país, problema com doping tem. Temos de admitir que, reconhecendo isso, fazer de tudo para impedir que isso aconteça. Neste contexto, a trabalhar em estreita colaboração e com o COI, e com a WADA, e com outras organizações internacionais. E nós vamos fazer isso", — disse Putin.

"Tenho certeza de que a operação de qualquer agência anti-doping deve ser transparente, compreensível, testável. International sports o público deve saber, a quem verificam, quando, por que meios, os quais são obtidos os resultados e quais medidas foram tomadas para punir os responsáveis.

É que a defesa do escopo, ou o que? Não. E por que é em modo fechado é feito? Não está claro. Isso deve ser aberta. Todos são incentivados a transparência. Neste campo é necessário. Certamente, há uma certa componente político em todos estes assuntos. É preciso limpar o esporte de toda a política. Esporte e cultura — o que deve unir as pessoas, e não dividi-los", concluiu o Mundo.