O ministério da defesa apresentou em consideração na reunião do governo, 28 de novembro o projeto de resolução da Assembléia sobre a participação de militares das forças armadas Nacionais (NAF) da Letónia em operações militares da coalizão internacional contra o "estado Islâmico" de treinamento das forças militares do Iraque até 1 de fevereiro de 2020.

A partir de novembro de 2014, Letónia politicamente aderiu à coalizão internacional e expressou o apoio de suas atividades.

O governo do Iraque confirmou que apoia a participação da letónia militares instrutores no treinamento das forças de segurança iraquianas.

14 de janeiro de 2016 Assembléia decidiu enviar letónia militar para participar nesta operação até 1 de fevereiro de 2018.

Agora, em uma operação na composição do contingente de envolvidos até 10 letónia militares instrutores.