No ano passado, PB cuidadosamente reviu a identidade de todos os que se dirigiu ao lats as autoridades de asilo. Vale ressaltar que, em comparação com o ano de 2014, os requerentes tornou-se menos — total de 310.

No entanto, verificou-se outra tendência: se, em 2014, entre candidatos a emprego foram os habitantes da Rússia, Geórgia m da Ucrânia, no ano de 2015 é o foram, predominantemente, os iraquianos. Também entre aqueles que buscavam refúgio na Letónia, eram cidadãos da Síria, Paquistão e Afeganistão.