"Qual seria o acordo entre o governo sírio e a todo o espectro da oposição sobre o futuro do dispositivo da Síria, tal arranjo nós e suportaremos. É diretamente derivado das decisões МГПС (grupo Internacional de apoio da Síria)", disse o ministro.

Segundo ele, toda a forma, "por mais que ela chamava — federalização, a descentralização, unitária, o estado deve ser objecto de autorização de todos os sírios".

Lavrov disse que a Rússia não навязывала Síria seus pontos de vista sobre o futuro governo e política. "Nós nunca tentamos resolver algo para o povo sírio", enfatizou o chefe do Ministério. Relata - FEIRA.

O chefe do MRE da Rússia, Sergei Lavrov, disse que a trégua na Síria está a ser respeitada, mas continua a luta contra grupos terroristas, passa RIA novosti".

"Temos mútuo de satisfação, que é a cessação de hostilidades, apesar de algumas violações e, ao mesmo tempo continua intransigente na luta contra o "estado Islâmico" a tão falada "Джебхат en-Нусрой" e outros grupos terroristas", disse o ministro.

De acordo com Lavrov, as partes foram concordam sobre a Síria é a de que "é necessário cumprir a resolução ONU no prazo 2254, 2258, em que são aprovados por decisão de um grupo internacional de apoio a Síria, desenvolvidos co-presidentes deste mecanismo, a Rússia e os EUA".