"A mim, como o coordenador do филологической гуманитарно-educacional, as ações de "Total ditado" em Riga, Letónia ninguém PB nunca tratou, e, tanto quanto eu sei, a direta aos proprietários de áreas, também não houve problemas por parte de quaisquer autoridades policiais ou depois da organização de ditado, nem antes dela.

Aparentemente, a mensagem, publicada em notícias reportagem do programa "questão Pessoal" russo do serviço de transmissão LTV7, tem a natureza de desinformação, e eu não entendi o motivo pelo qual ele saiu do éter", afirmou Филей.

Segundo ele, em particular a conversa com ele, co-presidente da Letónia, da sociedade de cultura russa Elena Матьякубова observou que , pessoalmente, para ela nenhuma pergunta não foi porque ela não é o organizador deste evento. A questão, segundo ela, teria sido a equipa de um dos campos, onde foi realizada a ação, quando ela observou que, tanto quanto ele sabe, pergunta usava aparelhos de caráter, e "nada de criminoso não foi encontrado".

"E é natural, porque o "Total ditado", como todos sabem, é anual internacional de educação frete ação, na qual milhares de pessoas em todo o mundo em um dia escrever sob o ditado de um único texto em russo, para verificar a sua alfabetização e de descobrir a língua materna de novo. Na Letónia é o quinto ano, ele participa de várias centenas de pessoas de diferentes idades, estudantes, alunos de ensino médio, estudantes universitários, adultos.

Portanto, os jornalistas que valorizam o seu trabalho e se referem a ela com o devido profissionalismo, deve ter sido o primeiro a descobrir todas as circunstâncias da questão e
entrar em contato com os coordenadores de letões locais para a confirmação de suas informações.

Por seu lado, observe que a gente previstas Total de ditado, 16 de abril de 2016, em locais que serão informados posteriormente. Todas as informações adicionais também será prontamente colocado no oficial de riga página Total de ditado e nos respectivos grupos em redes sociais.", — concluiu o Филей.