Em санкционный lista feitas cinco indivíduos — top-gerente do grupo de empresas "Kalashnikov" Alexander Omelchenko, vice-diretor geral deste grupo de empresas, de Edward Иоффе, o chefe do MRE da auto-proclamado ДНР Alexander Кофман, Oleg Акимов e Pedro Savchenko. Além disso, as sanções espalharam para 10 pessoas jurídicas: Investimento republicano banco, Moscovo regional do banco, O Волгограднефтемаш", AO "Ижевский mecânico de fábrica", AO "Granizo", AO "Технопромэкспорт", AO "Технодинамика holding", AO "Техмаш", AO "Руселектроникс" e AO "Швабе Holding".

"A decisão de hoje suporta uma vasta esforços internacionais na busca de uma solução diplomática para a crise na Ucrânia", explicou o chefe do canadense reuters.

Ela observou que as medidas restritivas contra a Rússia vai durar até o cumprimento integral dos termos минских acordos que, como diz o presidente da RÚSSIA, de Moscou não cumprir.

Informou que o documento foi recebido em 16 de março, mas entrou em vigor dois dias após o registro e a publicação no diário oficial edição.

O canadá pela primeira vez, impôs sanções contra a Rússia, em 2014, após a adesão da Criméia a RF, posteriormente estendendo-as medidas restritivas mais algumas vezes. Em 2015, o Canadá aumentou санкционный lista de 30 de junho, a adopção de restrições contra o "Surgutneftegaz", "Gazprom", "Gazprom neft" e "Transneft".