Segundo ela, os resultados não e na transferência de carga tributária com a força de trabalho, de activação de desempregados e de reformas no setor público.

A comissão europeia pela primeira vez, dá uma estimativa de um período de vários anos. Como pontos positivos são marcados resolução de excesso de défice e a preservação da disciplina fiscal. Não há progresso também na educação superior, de educação, de justiça e de energia, embora a introdução da reforma ainda em curso.

No setor de educação profissional e de insolvência correspondente tomadas legais do quadro, mas a necessidade de efetiva implementação, considera a Comissão europeia.